segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Deus poderia ser uma invenção do homem ???


Voltaire nos deixou uma frase polemica:"Não foi Deus que criou o homem, foi o homem que inventou Deus!" por mais que existam céticos de carteirinha a maioria diz acreditar em Deus, acreditar até acreditam, mas muitos o tratam como um velho gaga, o que Ele diz entra por um ouvido e sai pelo outro, dizem mentalmente:
- Dane-se Deus!!! Esse cara nos dá a vida e fica regulando???

- Caraca, me deixa em paz! A vida é para ser aproveitada, tá ligado?

Existem pessoas que acham que Deus nos controla como marionetes, Ele seria um Ser mandão que castiga violentamente quem pisa na bola, e os seus "protegidos" são poupados de todos os males.
-Quem mandou não ser o queridinho de Deus heim? A chuva te levou tudo...

Um outro grupo acha que pode mandar Nele, acham que Ele é um mané que sofre de baixa auto estima e faz tudo o que pedem.Tentam barganhar, querem fazer troca troca de favores ou oferecem promessas que Deus deve ficar com dó desse povo incrédulo de tão ridículas.
Quero deixar bem claro, sou ecumênica, gosto das boas músicas gospel, de um bom pregador, seja ele padre, pastor ou espírita. A verdadeira vida espiritual não abre espaço para o preconceito religioso ou outros.

A única coisa que não aceito e ABOMINO é a religião que quer manipular a vida do outro, oferecem sacrifícios e querem apelar para o MAL tentando controlar a vida alheia, mas quem cuida da sua vida espiritual não tem o que temer.
A nossa fé passa por cima dessas pessoas más como um TRATOR turbinado, a força da proteção DIVINA é tão grande que eles acabam literalmente LOUCOS quando enxergam que nunca alcançarão o seu intuito.
Eu tenho um belo altar, coloco a minha vida diariamente nas mãos da espiritualidade Superior para combater as forças contrárias e negativas. Participo de um grupo de cura e fé, homens e mulheres de Deus que tem por objetivo: buscar a luz divina , a paz e praticar a caridade como forma de doação do Eu.

Infelizmente muitos vivem como um "bichinho", fazem as suas necessidades fisiológicas:
Respiram, Comem, bebem, fazem sexo e dormem. Não fazem o Mal, mas também não fazem o Bem. Esse é um típico exemplo de energia PARADA.

Tem ainda um outro grupo que acredita piamente Nele, mas querem continuar na festa da esbórnia, pensam que quando envelhecerem tudo estará abonado, mas esquecem que os canalhas também envelhecem. Quem disse que por ser idoso está tudo perdoado?
Outros querem Deus para ter aprovação social, querem dinheiro, fama, realização pessoal, pode isso? Essas coisas nem fazem parte da espiritualidade.

Penso que tudo o que sentimos existe, portanto somente poderemos acreditar em Deus se o sentimos em nós. A falta da matéria e da essência não perde o sentido da Sua existência.

Uma idéia deve ser descartada quando nos prejudica.

A existência de Deus em nada nos prejudica, quem segue os seus mandamentos, evita conflitos e suas consequências. Essa é a prova que Ele causa Efeito.

Deus para mim está no entendimento, uma coisa é entender outra é pensar. Tem gente que pensa na possibilidade da existência Dele, mas entenda, Deus está nos sentidos, nos sentimentos. Ele está interessado na luz que o teu espírito bom transmite, e este alimenta o lado positivo do universo. Sendo assim, o ajudamos a reforçar o bem e os benefícios do AMOR incondicional. Com isso, o lado ruim perde as suas forças, e esse lado é alimentado exclusivamente pelos nossos maus sentimentos.

A briga contra o bem e o mal é diária, Deus não pode interferir na nossa vida diretamente mudando a nossa missão, somente nos dá forças para sermos FONTE de energia pura abastecida pela FÉ.
Ele nos direciona através da inteligencia espiritual e emocional, Ele capacita quem se entrega, quem se doa de verdade pois Ele conhece cada alma. Deus é maior dos que todas as dúvidas meus caros. Agora mesmo Ele invadiu a tua alma, portanto Ele é perfeito e Infinito. Enquanto houver filhos de Deus o AMOR existirá.
Muitas coisas não acontecem pela falta de conexão com a vida espiritual, não vibramos a mesma sintonia Dele ou queremos forçar uma situação que não está dentro dos nosos planos.
Vamos desmistificar um velho conceito dos livros de auto ajuda...
QUERER MUITAS VEZES NÃO É PODER.
Nossa evolução espiritual nós mesmo traçamos, não existe castigo, mas causa e efeito das nossas escolhas. Deus poderia então ter afastado o cálice de Jesus, Ele quis mostrar que a vida humana passa pelos percalços e seus ônus. Vitórias, batalhas, perdas e ganhos, mesmo assim meus queridos, sigamos adiante!
Somos parte da Sua multiplicidade, somos parte de um todo, somos o MILAGRE.
Somos parte dos rios, dos mares, das estrelas, dos astros, dos minerais, animais e de tudo o que há sobre a terra. Somos o BEM se quisermos ser, e seremos o MAL se assim o quisermos.
Deus é tão bondoso que nos dá plena liberdade para ESCOLHER a nossa morada.
Somos atributos divinos, mas para isso precisamos filtrar o que entra em nossas mentes e o que sai das nossas bocas e assim vibrar Deus em nós potencializando o Seu poder sobre o universo.

Quem é verdadeiramente espiritualizado carrega uma grande marca na testa, algo diferente essa pessoa trás consigo. Quando comungamos da mesma energia, na verdade somos uma unidade, uma grande família espiritual.
A mensagem bíblica de Zaqueu mostra que Deus é o símbolo para a idéia mais alta, a visão de Deus confundiu e confundi a esfera intelectual.
Ele por si só se IMPÕE , ainda que NEGUEM a Sua existência!
Por Gemária Sampaio



24 comentários:

  1. Querida, obrigado pela visita e também por seguir o meu Blog, fiquei feliz.Caso queira fazer amizade, o meu twitter é: @juahrezalves ou pode ser por e-mail. Deixa um recado lá no Blog, qualquer coisa. O teu Blog é lindo.
    Beijos.
    JUAHREZ ALVES.'.

    ResponderExcluir
  2. passei por aqui pra matar a saudade..
    que beleza de texto Gemária..
    aplausos!!

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  3. Ge
    Grata por dar notícias.

    Eu tenho pra mim que o homem inventou deus (em minúscula, pois esse ser inventado não chega aos pés da Essência Divina).
    Analisando algumas religiões e seitas sinto que elas só fazem nos afastar da Essência. O medo toma conta, quando a Essência só criou o Amor.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Ge voltei
    o teu carinho é inigualável.
    Fico muito feliz que tenha voltado e pelo visto com força total né?
    Como sempre...
    Olha só, a sintonia é algo Divino e quando o Amor Dele se manifesta cria laços eternos (mesmo).
    Não precisamos nem dos 5 sentidos pra sentir quando um Ser vibra como nós.
    Te reverencio.
    Gratidão
    Zizi

    ResponderExcluir
  5. Oi Gê,

    Além de linda escreve muitíssimo bem, com ótimas idéias e argumentos. Parabéns moça, adorei seu espaço.

    Sobre o texto, apenas digo que aqueles que acreditam em pré-destinação são os melhores fantoches.

    Um lindo dia para você, senhorita.

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir
  6. Que lindissimo seu blog! parabens!!!!

    ResponderExcluir
  7. Deus não é uma invenção do homem e sim o homem uma invenção de Deus... a natureza é a própria vida! Descartar tudo o que nos faz mal...
    Esse seu chá da cinco, faz bem... Ficarei por aqui!

    ResponderExcluir
  8. Passei para retribuir a visita, mas acho que ficarei por aqui..

    E quanto ao que comentou lá, nunca devemos deixar nosso choro para trás.
    Mas pausa pra não chorar é uma piada que fiz com a pessoa homenageada ela lia o poema e derrepente para e vira pra mim e diz: Calma uma pausa pra não chorar e volta a ler...

    ResponderExcluir
  9. Passando por aqui para agradecer a visita ao meu cantinho(meu blog) e para dizer quanto lindo é o seu ... Um belíssimo texto. Realmente as pessoas precisam parar mais de lidar com a vida das outras pessoas e cuidar da sua própria e cuidar de sua alma ... Um forte abraço e um beijo ....

    ResponderExcluir
  10. Oi Gezinha, desculpe-me o sumiço, estava viajando e também inventei de responder os comentários no meu blog e no blog dos donos dos comentários e me "embananei" toda...rsrsr

    Demorou, mas estou eu aqui! :)

    Ah, eu creio em Deus, muitos dizem tantas coisas, uns que ele não existe, outros que ele é severo, mas tenho Deus como meu amigo, meu melhor amigo.

    Aquele que me entende, que me acompanha, que fico triste quando erro, que fica feliz quando não caiu em tentações.

    De algo tenho certeza, não é ele o culpado pelas coisas ruins do mundo, esse sistema não pertence a ele, ele nos presenteou com o livre arbítrio e nós só fizemos besteiras, por isso é que sempre o consulto hoje em dia, não importa para que seja, e tenho acertado mais ultimamente.

    Minha querida que teu dia seja lindo, agora com mais tempo virei aqui muuuuuuuuito mais vezes, tomar um chá contigo e que tu venhas tomar comigo um cafezinho...rsrs

    Muitos abraços

    ResponderExcluir
  11. Oie...Vi seu endereço em outro blog e vim te fazer uma visitinha.
    Adorei sua postagem falando sobre Deus.
    Respeito todas as religiões para q respeitem a minha...mas como vc...sou contra a religião q pratica o mal.
    Da uma passadinha lá no meu blog...vou adorar sua visitinha.
    Tudo de muito bom para ti!
    Beijos!

    http://mbeatriz.webnode.pt

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Lindo texto!
    A diferença entre religião e espiritualidade:
    a primeira é teoria (dogmas) e a segunda é a pratica.
    Se, unirmos as duas teremos um ser humano quase perfeito!

    Bjsss

    PS: Venho sempre tomar um cházinho.

    ResponderExcluir
  13. Creio em DEUS, acima de tudo e de todos. Mas não creio que ele seja esse carrasco severo que as igrejas pregam. Se DEUS é amor como eles mesmo dizem, eles mesmo se contradizem, pois amor tudo perdoa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Que delícia de blog!Parabéns pelo espaço e quanto à postagem acredito que exista uma força maior que é responsável por toda essa sintonia do universo, mas não creio que seja tão plausível crer que estejamos sendo manipulados por esta.
    Já estou seguindo teu espaço e aproveito para te convidar pra conhecer o Boatos e Afins que estava abandonado mas já está de volta.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  15. Olá!! Meu primeiro comentário em seu belíssimo espaço, viu? Mas é um assunto sinistro, polemico, pois a cada época, acontecimentos, avanço ao futuro, estamos observando que há uma inexistência em tudo que acreditamos esperitualmente... Daqui pra frente, vamos nos agarrar a tudo que nos trás esperanças, tá? Beijos

    ResponderExcluir
  16. MINHA GRANDE AMIGA GE ,EU GOSTARIA DE DEIXAR ESSE TEXTO COMO COMENTARIO TAL A GRANDIOSIDADE...

    Alemanha
    Inicio do século 20

    Durante uma conferência com vários universitários, um professor da Universidade de Berlim desafiou seus alunos com esta pergunta:
    “Deus criou tudo o que existe?”

    Um aluno respondeu valentemente:
    “Sim, Ele criou.”

    “Deus criou tudo?”
    Perguntou novamente o professor.
    “Sim senhor”, respondeu o jovem.

    O professor respondeu,
    “Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal? Pois o mal existe, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mau?”

    O jovem ficou calado diante de tal resposta e o professor, feliz, se regozijava de ter provado mais uma vez que a fé era um mito.

    Outro estudante levantou a mão e disse:
    “Posso fazer uma pergunta, professor?”

    “Lógico.” Foi a resposta do professor.

    O jovem ficou de pé e perguntou:
    “Professor, o frio existe?”

    “Que pergunta é essa? Lógico que existe, ou por acaso você nunca sentiu frio?”

    O rapaz respondeu:
    “De fato, senhor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é a ausência de calor. Todo corpo ou objeto é susceptível de estudo quando possui ou transmite energia, o calor é o que faz com que este corpo tenha ou transmita energia.
    O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Nós criamos essa definição para descrever como nos sentimos se não temos calor”

    “E, existe a escuridão?”
    Continuou o estudante.
    O professor respondeu: “Existe.”

    O estudante respondeu:
    “Novamente comete um erro, senhor, a escuridão também não existe. A escuridão na realidade é a ausência de luz.
    A luz pode-se estudar, a escuridão não!
    Até existe o prisma de Nichols para decompor a luz branca nas várias cores de que está composta, com suas diferentes longitudes de ondas.
    A escuridão não!
    Um simples raio de luz atravessa as trevas e ilumina a superfície onde termina o raio de luz.
    Como pode saber quão escuro está um espaço determinado? Com base na quantidade de luz presente nesse espaço, não é assim?
    Escuridão é uma definição que o homem desenvolveu para descrever o que acontece quando não há luz presente”

    Finalmente, o jovem perguntou ao professor:
    “Senhor, o mal existe?”

    O professor respondeu:
    “Claro que sim, lógico que existe, como disse desde o começo, vemos estupros, crimes e violência no mundo todo, essas coisas são do mal.”

    E o estudante respondeu:
    “O mal não existe, senhor, pelo menos não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem, é o mesmo dos casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus.
    Deus não criou o mal.
    Não é como a fé ou como o amor, que existem como existem o calor e a luz.
    O mal é o resultado da humanidade não ter Deus presente em seus corações.
    É como acontece com o frio quando não há calor, ou a escuridão quando não há luz.”

    Por volta dos anos 1900, este jovem foi aplaudido de pé, e o professor apenas balançou a cabeça permanecendo calado…

    Imediatamente o diretor dirigiu-se àquele jovem e perguntou qual era seu nome?

    E ele respondeu:
    “ALBERT EINSTEIN.”

    ResponderExcluir
  17. Tentarei de novo: Voltaire também escreveu que Deus deu ao homem o livre arbítrio e o altruismo e se aposentou. Nietsche foi além "Deus Morreu". O que me é dificil acreditar é que há dois mil anos, uma virgem pariu um homem que morto ressucitaria e que um terço da humanidade, ainda hoje, acredite em algo tão fantástico.

    ResponderExcluir
  18. Olá querida desculpe a gafe, já está colocado, seu blog é maravilhoso, espero sua visita mais vezes. Que Deus abençoe grandemente. Abraços!

    ResponderExcluir
  19. FOBIAS

    detesto o fanatismo
    o cinismo
    o racismo
    a xenofobia
    todos os preconceitos
    e suas execráveis variantes

    detesto a pedofilia
    a hipocrisia
    a disfonia das palavras
    micro-geradas
    e o necrofilismo
    daquelas tão desussadas

    detesto a falsa batalha
    a raiva contida
    e o rancor deprimente
    detesto o amor decadente
    numa vida em desfazimento

    detesto tudo isso
    e tenho medo
    de, com o passar do tempo
    perder a mania
    de detestar tantas coisas.

    29/05/06
    José Araujo

    Querida Gemária.
    Só se comenta algo que de alguma forma nos chama atenção. Não suporto nenhum tipo de intolerãncia, seja ela de que naipe for. Sou ateu, gostei de seu texto e também adorei aque entrar, sem ser convidado. Beijos, José Araujo.
    30/1/11

    ResponderExcluir
  20. Deus está tão infinitamente distante (em evolução) da raça humana que o homem ainda não tem capacidade mental, física e espiritual para compreendê-lo.Mas chegamos a intuí-lo, o que no nosso estagio já é um grande avanço.

    ResponderExcluir
  21. Olá, Gemária!
    Entrei para conhecer seu blog e seu perfil e desejar-lhe um óptimo 2011. Gostei! Este texto sobre o divino ou espiritual é notável. No entanto, parece-me que há por ali um querer e um não-querer acreditar. Sobretudo, em que Deus você acredita? O da Bíblia?...
    Queria também deixar um pensamento talvez tolo, mas interessante para quem gosta de questionar o legado dos nossos antepassados:
    Há pouco mais de um mês que celebrámos o Natal e... sabia que o Natal não existe? Curioso, não é?
    Pois: o Natal foi inventado pela Igreja para “cristianizar” as festas pagãs em honra dos deuses solares, Mitra e outros, que se celebravam, por todo o império romano, ao redor do solstício de Inverno, como início do renascimento para uma vida nova, a da Primavera. Teve o seu aparecimento no s. IV, na Igreja Ocidental (25 de Dezembro – calendário Gregoriano) e no s. V na Oriental (7 de Janeiro – calendário Juliano). A narrativa do nascimento de Jesus de Mateus, ampliada por Lucas (nada sendo referido nem em Marcos nem em João), uma e outra são puras invenções sem qualquer credibilidade histórica nem qualquer verosimilhança (No inverno, os pastores não dormem ao relento...) Portanto, o Menino Jesus do catecismo não existiu. Muito menos o Deus Menino! E o mundo inteiro festeja algo de inexistente... Dá que pensar, não dá? (Ver mais no meu blog “Em nome da Ciência”, onde escrevo às segundas-feiras, e cujo acesso é: http://ohomemperdeuosseusmitos.blogspot.com)
    Agora, associando-me ao luto de nossos irmãos brasileiros e fazendo votos para que semelhantes tragédias não voltem a acontecer aí no país irmão, uma outra ideia: apesar das catástrofes que vão acontecendo pelo mundo, com muita probabilidade provocadas pelas alterações climáticas e ambientais devidas à acção do Homem, o mesmo Homem, através dos seus governos subjugados aos interesses económico-financeiros de alguns (5% da população mundial, isto é, os que detêm 95% da riqueza produzida à face da Terra), não vai pôr-lhe cobro; preferirá assistir a novas catástrofes em que, como de costume, os mais fracos e pobres são os que irão continuar a sofrer. Inutilmente! Há que lutar para mudar estes sistemas e estes modelos não só políticos mas também económico-financeiros. Como? – Ver no meu blog, sempre com novidades às segundas-feiras, “Ideias-Novas” cujo acesso é: http://ummundolideradopormulheres.blogspot.com
    Francisco Domingues

    ResponderExcluir
  22. Te indiquei para o selo Stylist: http://aguriadourada.blogspot.com/2011/02/eeeeehhhhhh-viva-o-blog-guria-dourada.html

    ResponderExcluir
  23. Eu sou agnóstico, como tal dificilmente acredito nessas coisas.

    Bjoooo ___ Incongruente !!

    ResponderExcluir
  24. A fotografía é inacreditavel. Beijos.

    ResponderExcluir

Faça o Chá das Cinco comigo, comente.